Os pais não se devem projectar nos filhos.

Por vezes, nem sei muito bem por onde começar. Há pouco estava a pensar sobre se deveria começar por escrever qualquer coisa sobre óculos ou sobre construção gramatical. Por vezes, tenho destes dilemas. Fico indeciso e quando tomo, finalmente, uma decisão já me esqueci do que queria dizer ou escrever. O meu amigo Al anda-me a acenar, ao longe, mas já quer conversa. Como sou uma pessoa de idéias fixas, não me deixo ficar e viro-me para outro lado. No caso, para os aparelhos dentários. Daqueles que se encaixam nos dentes e que podem ser de várias cores. Sempre quis ter uma coisa daquelas. Nunca pus porque nunca tive dinheiro para comprar uma cena daquelas. Também, verdade seja dita, gosto muito destes dentinhos de coelho que me acompanham há meio século, mas… fiquei sempre com a sensação de que me ficariam bem, coloridos e bem visíveis. Para cúmulo, vai ser a minhoca mais velhinha que terá a sorte de colocar um aparelho nos dentes. Ainda por cima também tem uns dentinhos de coelho e vai ser cá uma inveja…

Leave a Reply