Assim correm os dias.

Seria bom que a vida voltasse à normalidade. Não acho muita piada ao facto de andar extremamente cansado. Ando a dormir em pé, troco as datas todas, não me consigo lembrar de nada e até chego a falar com pessoas amigas de quem não me lembro o nome. Apesar destes sinais preocupantes, acho que ainda não é o amigo Al a bater-me à porta. É mesmo cansaço da escola e da papelada que fui obrigado a preencher. Uma perda total de tempo, que não consigo compreender. Mas avante, que a vida continua e as férias estão quase a chegar. Por falar em férias, vou começar a fazer praia com as minhocas. E por falar em minhocas. Estão as duas de parabéns pois passaram de ano. A mais pequena foi ontem à consulta de rotina de cardiologia e está pronta para tudo, para as curvas mesmo, que é o que ela gosta. A mais velha vai usar aparelho e está excitadíssima com a ideia… mal ela imagina o que lhe vai custar. A minha rica senhora, lá anda, entre carro novo e mota nova lá vai distribuindo boa disposição. É o que nos vale porque a energia está-se a esgotar. Acabo, portanto, tal como comecei: a queixar-me. Mas isto passa.

Leave a Reply