A chanceler barbarela.

É muito curioso ler/ouvir algumas notícias sobre o mundo que nos rodeia. Nestes tempos conturbados, a Europa apresenta-se muito debilitada para enfrentar a crise financeira que todos nós já percebemos que existe. Tal como há 80 e tal anos atrás, em que os países da Europa estavam fracos e cada um deles tentava sobreviver, também agora começamos a assistir ao ressurgimento de uma Alemanha manhosa, que vai bloqueando e dificultando o fortalecimento das diversas economias europeias. Eu vejo a coisa da seguinte maneira: dividir para reinar. Já o nosso famigerado Adolfo fez a mesmíssima coisa e deu no que deu. Ainda consigo perceber que os ditos povos bárbaros, do norte, tenham alguma razão, que não gostem de ver o seu esforço desperdiçado pelos povos desgraçadinhos, mais do sul da Europa. Eles que conseguiram reerguer e reconstruir a velha Alemanha, depois da queda do muro de Berlim, sempre com as contas em dia… fazem-me pensar que as coisas podem ser de outra maneira. Lá isso fazem, mas daí até a uma ameaça de perda de soberania só porque os ranhosos/pés descalços/ analfabetos do sul não sabem somar, subtrair, dividir ou multiplicar, vai uma grande distância.

Leave a Reply