Triste, muito triste.

Acabei de ler uma notícia sobre um tipo de cinquenta e dois anos, que pelos vistos é cirurgião vascular, mas que gosta de abusar sexualmente das suas pacientes. Foi constituído arguido e vai ser julgado. Foram quinze mulheres que foram abusadas. Quinze pessoas que deviam sofrer de problemas de varizes e que foram à consulta do tipo para depois serem molestadas. É muita gente a ser abusada e o mais incrível é que o tipo fazia o serviço em qualquer altura. Era quando estivessem mais à mão. Ele era antes das cirurgias, após as cirurgias, durantes os tratamentos e até durante as consultas na clínica privada. Foi um verdadeiro ver se te avias.

Não gosto muito de ser moralista, mas este tipo merece passar uns anitos enfiado numa prisão de alta segurança, apinhada de seres necessitados sexualmente, que lhe dediquem alguma atenção, mesmo que ele não queira…

Não é por ser médico, porque anormais deste gênero há-os em todas as profissões, o que choca (para além do acto em si) é o aproveitamento do estatuto, da debilidade das pessoas e da impossibilidade de se defenderem. Acho repugnante.

Deixar uma resposta