Ainda não pensei na falta do subsídio…

Dá-me a impressão que este governo, que mais parece um desgoverno, quer virar os funcionários públicos do avesso. Também os quer virar contra os funcionários do sector privado. Este corte dos subsídios, assim, de uma forma violenta vai deixar muita gente em maus lençóis que costuma contar com os ditos cujos para equilibrar as finanças… eu incluo-me nestes. Ainda não consegui perceber o porquê desta medida. O ministro das finanças veio à televisão afirmar que fez o corte dos subsídios para não ter de despedir entre cinquenta a cem mil funcionários públicos. O senhor é muito bem educado e acredito que se esteja a esforçar ao máximo, mas não deve menosprezar a inteligência dos outros. A minha não é muito dada a contas de somar e subtrair mas consigo perceber que vai uma grande disparidade entre cinquenta mil e cem mil. Será que o senhor sabe quanto iria poupar se despedisse cinquenta mil? E cem mil? E se eu baralhasse as contas e atirasse setenta e sete mil? Daria uma poupança de quanto, senhor ministro? Não me parece que saiba a resposta…

Leave a Reply