The meaning of life.

Quatro. O quatro quase que podia ser um número do demo. Podia, mas não é. É uma questão formal. Para mim foi o número do demo. Quatro. Quatro copos. Largos. Cheios de gelo. Cheios de uma substância amarelada. Não se pode dizer que é amarela, sob pena da qualidade baixar.  Adiante. Foram trinta e cinco minutos de corrida. Trinta e cinco minutos de falta de ar. Trinta e cinco minutos cheios de ácido láctico nas pernas. Trinta e cinco minutos de dificuldades. Com uma dor de burro invasiva, que mal me deixava respirar. E isto tudo para quê? Para ficar em forma??? Não acredito que seja essa a resposta! Para ficar com um aspecto jovem e atraente??? Bahh! Nunca foi o meu gênero (se bem que gênero é um pouco abichanado). Não consigo encontrar a resposta. Aliás, não consigo encontrar uma data de respostas para a minha vida. Por vezes fico a achar que a minha vida não faz sentido. Não devo ser caso único.

2 thoughts on “The meaning of life.

  1. admin Autor do artigo

    Ainda bem que os chineses não fazem veículos de quatro rodas… Já nos chegam as motas deles :))

  2. boss

    O 4 podia não existir, para os chineses (que, curiosamente, são apelidados de amarelos, também). Uma casa nº 4 ou um carro com o nº 4 na matrícula não se vendem/compram. Nenhum chinês que se preze aceita seja o que for que tenha o nº 4. Na net, descobri esta pérola: “Os chineses são muito supersticiosos. Os andares 4, 14 e 24 de muitos prédios não existem, porque o ideograma do 4 é parecido com o da morte. Celulares terminados em 4 ou com muitos 4 são bem mais baratos, e muito utilizados por estrangeiros.”
    Como vês, o 4 é mesmo o número do demo!

Leave a Reply