E o espírito, senhora, o espírito?

As mulheres são uns seres estranhos. Pelo menos algumas são. Acabei de ver uma fotografia em que aparece um desses seres humanos estranhos. Já vi vários assim, do mesmo calibre. Por uma qualquer razão, que não devemos negar só porque a desconhecemos (como dizia Alcina Lameiras…), fazem o culto do corpo. É o culto de um corpo que só elas conseguem imaginar que os homens acham piada. São super atléticas, adoram uma actividade física intensa e aparecem sempre com umas vestimentas de acordo com o perfil traçado: uma licra a salientar as coxas musculadas e o rabo saliente, seguido de um top que é um segundo soutien e que deixa transparecer aquela musculatura toda. A acompanhar está sempre uma pose atlética, com contrações musculares das nádegas ou, em alternativa, o tronco a parecer um tronco. É um tipo de ser humano que terá a sua piada para outros seres humanos iguais, são escolhas e devemos respeitar as diferenças, mas o que me causa impressão é a obsessão pela busca da melhor forma física. Quero dizer, não fico lá muito impressionado, é mais de boca aberta.

Leave a Reply