Grande noite!

E assim foi. Foi um belo de um jantar de antiguidades. Adorei juntar-me aos meus amigos da infância e também de estar com aqueles mais novitos mas que também andavam por lá, na rua Vasco Valente. É muito estranho estar sentado à mesa com amigos que já não via há trinta anos mas, ao mesmo tempo, era como se tivesse sempre estado com eles. O grau de intimidade aparece num instantinho e as coisas boas e engraçadas da altura vêm ao de cima muito rapidamente. Fartei-me de rir e fartei-me de conversar. Jantamos super bem, no Varanda da Barra, passe a publicidade, e também bebemos um bom tinto, que ajudou a soltar a língua. Saímos de lá eram quase duas da manhã e, após algumas despedidas, foi um grupo para um bar em Leça da Palmeira. Foi conversar até fartar e só saímos porque o senhor queria fechar as portas do estaminé. Nem demos pelo passar do tempo e quando cheguei a casa eram seis da manhã e tinha a minha rica senhora a dormir…

Enfim, foi uma bela noite e só espero que se repita, pelo menos uma vez por ano, já que é complicado para aqueles que vivem noutros países. Fico com a sensação de que poderei ter estado mais tempo com uns do que com outros, mas se aconteceu foi fruto das circunstâncias e peço desculpa porque a minha vontade era falar muito com todos.

Leave a Reply