Já não há ciganos como antigamente!

É o que eu digo. O mundo está muito diferente. No outro dia foi com uma milionária hoje é com um cigano. Já não há nem respeito nem reconhecimento dos estatutos. Passo a explicar: Quaresma, cigano, jogador da bola, português, foi assaltado em Portugal. Não foi na Turquia, foi mesmo por cá! Mais concretamente na zona J, lá para as bandas da capital. Os bandidos eram três, que é a conta que deus fez, e estavam armados com pistolas, se não me engano. O que é que eles queriam? As jóias, claro está! O Quaresma gosta de jóias, como meio Portugal está fartinho de saber, e gosta de as usar (também é para isso que elas servem…). Os bandidos aliviaram aquele corpinho de futebolista de todas jóias que por lá estavam agarradas… pensaram melhor… e vai daí e decidiram dar uma espreitadela na carteira do Quaresma. Melhor pensado, melhor feito. Estavam lá oito mil euros, em notas de quinhentos!!! É muito guito!!! Mas pronto, os bandidos ficaram tão satisfeitos que até se esqueceram de meter o Quaresma fora do carro de alta cilindrada (não era o Panda dos meus sonhos, quase de certeza…) e deixaram-no ir.

Esta é uma daquelas notícias que nos deixam a matutar. Para início de conversa, até me dá arrepios saber que os bandidos se atreveram a assaltar um cigano. Não é que sejam diferentes… gostam é de vinganças… e costumam ir atrás de quem se mete com eles… Depois, também dá que pensar o que faria o Quaresma naquela zona, tão J, ele devia ter cuidadinho com aquelas pernitas, que são o seu ganha pão, e não se meter em locais pouco recomendáveis. Finalmente, e há hábitos que não se perdem, o Quaresma ainda gosta de andar com o rola das notas. É ancestral. Só falta saber se o rolo também estava enfiado no bolso de trás das calças.

Leave a Reply