Ai que o Domingos anda com as calças na mão.

Não vi a entrevista toda. Aquilo que vi bastou para confirmar que o Domingos deu um passo maior do que a perna. O clube dos calimeros não é recomendável para tenrinhos e o Domingos ainda é tenrinho. Aliás, ele já é um autêntico calimero, já tem o discurso do desgraçadinho perfeitamente interiorizado. Também, e verdade seja dita, aquilo estava dentro dele e quando estava no Braga já se queixava muito… Mas daí até esta pequena entrevista vai uma grande distância. O homem desceu a um nível de auto-afirmação básico, passou o tempo todo a tentar afirmar-se através de exemplos mesquinhos e que só lhe ficam mal trazer para a praça pública. No fundo parecia aqueles miúdos que fazem queixinhas ao Director de Turma dos meninos que não gostam dele…

O Domingos foi um jogador de futebol. A formação dele é a de dar uns chutos na bola e conversar com os colegas que são iguais a ele. Acredito que tenha investido na sua formação como treinador, senão não tinha chegado onde chegou… mas ainda está muito verdinho e só espero que, quando chegar a vez dele ir para o fêcêpê, já esteja mais confiante das suas capacidades.

Leave a Reply