Foi uma manhã para esquecer.

Hoje tive uma manhã na escola que não me agradou. Zanguei-me com alguns alunos e eu não gosto de me zangar com eles. Mas foi merecido, ponto final. Adiante. Depois da tempestade… vem a bonança… e meu rico senhor que estás a olhar por todos nós cá em baixo, eu gosto mesmo da bonança. É certo que existem vários tipos de bonança, mas todas as ditas devem ser vividas com a maior das intensidades. Hoje apetecia-me ter uma bonança vivida a bordo deste barquito explorador. Apetecia-me ir à descoberta deste maravilhoso mundo em que vivemos. Ir à procura de qualquer coisita. Podia ir em busca do habitat natural do bacalhau com bigode ou de uma outra espécie relacionada com a minha infância… apanha do mexilhão ou descolar lapas com os dentinhos da frente. O que eu queria mesmo era ir para um sítio muito longe, no barquito, sossegadito e sem grandes ondas, para depois me entreter…

Leave a Reply