No seguimento.

Queria começar o texto com uma palavra em francês, mas como estou muito enferrujado no francês… passei à frente. É uma pena porque a palavra tinha tudo para encaixar bem naquilo que eu queria dizer. É que eu gosto de conceitos… mas adiante. Diz-me a minha rica senhora: é dos rabos das gajas que o pessoal gosta. Dos rabos das gajas? Mas o que é isto? O pessoal só aqui vem espreitar por causa dos rabos das gajas? Só podem estar a gozar comigo! E as mamas, senhor? As mamas? E as coxas grossas? E aquelas coisas sem pêlos, senhor? Isto é um todo! Não podemos especificar! Conseguem imaginar o descontrole que seria se as pessoas decidissem especificar? Conseguem? Bem me parece que não!

6 thoughts on “No seguimento.

  1. admin Autor do artigo

    Bem, eu não posso passar uns dias fora que as ideias e as memórias fervilham para esses lados:)
    Por falar na Aduzinda, que me tirava o sono, será que ela tinha pêlos no cú? Naquela altura a modernice era a farta cabeleira:)
    Abraço 🙂

  2. José Luís Ferreira

    Não é necessária grande memória, basta recuar uns trinta e tal anos. Vê lá se não te recordas destas frases de pedido e respectiva resposta:
    Pedido: – Ó Aduzinda deixa-me ir-te ao cú.
    Resposta: – Vai ao cú à tua tia.
    Aquilo sim era um cú. Com o dito como ilustração, eu teria a ousadia de ler um qualquer artigo, mesmo que fosse escrito pelo Castelo Branco!!!
    Bons tempos,… que saudades !!!

  3. boss

    Antes disso, em alguns sítios escrevi pelo e queria escrever pêlo, mas não sei se é assim que se escreve. Até porque esta coisa dá erro! ‘noite!

  4. boss

    Pensando bem, tens razão, aquilo tem cada vez menos pelo! Pelo sim, pelo não, pelo não mais que pelo sim, subscrevo o conceito, sem pré e sempre, do tudo. É (sem) pelo tudo que por aqui passo. E esse é um pormaior que não é displicente – plicente!
    Vou dormir …

  5. admin Autor do artigo

    Ahahahaha, Luís só mesmo tu para me fazeres lembrar aqueles belos momentos que passávamos na companhia da Aduzinda:)) e que momentos:)) um grande bem haja para ti e a tua excelente memória:))

  6. José Luís Ferreira

    Especificando, diria que, dou alguma atenção ao que escreves, porque gostando tu de conceitos, escreves sem preconceitos, e o que escreves é normalmente de agradavel leitura. Como sofro de indolencia aguda, torna-se mais facil ler que escrever, admiro por isso a regularidade com que o fazes.
    Não podia concordar mais contigo, quando dizes referindo-te ao comentario da tua “rica senhora” isto é um todo. Que tipo de gajo iria ler um qualquer artigo, apenas movido por um rabo que lhe serve de ilustração ? Peças isoladas não fazem sentido… Desde putos que temos essa noção e se necessário for temos como testemunha abonatória a famosa Aduzinda, quando a apalpávamos era de cima a baixo… Peça por peça!!!
    Pronto, mais uma vez tenho que te dar razão, estava a tentar especificar e zás, aí está o descontrol, Aduzinda, apalpões, descambou é melhor ficar por aqui ……………………

Leave a Reply