Chaves não merece isto.

Chaves é uma cidade inovadora. Aqui há uns anos, talvez uns doze ou treze, a cidade adoptou um sistema de iluminação das passadeiras para peões bastante inovador, que ainda se encontra em funcionamento. É uma espécie de iluminação projectada para a passadeira, que tem aquelas tiras brancas fosforescentes, e que dão aos condutores uma real e efectiva visibilidade dos peões. Bem pensado e bem aplicado.

Passados tantos anos, com tantas estadias na cidade, descobri este fim de semana uma nova invenção. Há uma pequena rua, de comércio e bem no centro da cidade, com dois passeios que estão ao nível do piso central, que é por onde circulam os carros. Tem uns vasos a delinear o caminho para os carros. É um bocadito perigoso para as crianças que não têm a referência de um passeio bem definido, mas como os condutores em Chaves andam muuuuuuuuuito devagar, pode ser que nunca se venha a registar um acidente grave. Mas a invenção não é essa. A invenção está no meio dos ditos vasos, onde decidiram instalar uns bancos, de jardim, modernaços e virados para as montras. Estar ali sentado, com os carros a passarem rentinhos às nossas costas dá uma sensação de insegurança tremenda. Não percebo estas invenções nem o que vai na cabeça destes projectistas urbanos. Claro que os ditos senhores, ou senhoras, (eu sei lá menina, se foram os chineses…) quando se lembraram desta ideia brilhante, tinham em mente a possibilidade de se poder ver as montras sentado, essa sim, a verdadeira invenção!

 

Leave a Reply