Vestidinho como quem gosta daquilo.

Como hoje é sexta feira, a única cor possível será o preto (não vamos discutir conceitos sobre a cor…). A sexta feira sempre foi o dia preferido de quem gosta daquilo… é o primeiro dia do abandono ao prazer. Bem sei que só depois do final da tarde, mas vai muito a tempo. Pessoalmente, nunca saí muito ao sábado, quer dizer, sair sair, saía, mas não era bem a mesma coisa. O sábado sempre foi invadido por quem não trabalha e se quer divertir, relaxar e fazer não sei o que mais… é um pouco contraditório… mas acaba por ser à sexta que a vontade é maior, pelo menos para mim. Logo, o preto assenta bem à sedução, ao desconhecido, ao convite. E os convites a uma pessoa de preto podem ser variados. Se por um lado podemos ser sempre abordados por um bando de metaleiros que acham que o preto é propriedade intelectual das suas hostes, também podemos ser abordados por um outro tipo de bando: de mulheres, saídas de uma qualquer sacristia ou cemitério, de preferência com um guarda-chuva no braço, pronto a ser usado se o risco da moralidade for pisado… Pesados bem os contras, e há mais contras… o preto é e sempre será a cor que mais está adequada para sair à noite. Só por isso.

Leave a Reply