Postezinho da treta e sem vontade de o terminar.

Quando chego perto da meia noite e ainda estou no computador… humm, algo não corre bem no reino dos céus. Geralmente dá-me para pensar na vida… e quando começo a pensar na vida, obviamente, não é coisa boa. Desta vez, começo a pensar no que seria a minha vida se tivesse ficado por Inglaterra, onde estive durante algum tempo. Seria muito diferente. Não é preciso ser muito inteligente para chegar a esta conclusão. A questão é saber se seria feliz num país tão diferente do nosso. Eu sempre tive presente no meu horizonte sair de Portugal. Quando era mais novo, queria ir para o Canadá ou para a Austrália. Na altura, não sabia fazer nada e teria que ir trabalhar numa profissão qualquer, a que estivesse mais à mão. Teria de me virar para o lado que me desse mais jeito mas depois… as pessoas pensam… e pensam que o trabalho deve ser compensador, enriquecedor e que faz parte da nossa felicidade, da nossa vida, para o bem e para o mal. Aquilo, e vou-lhe chamar aquilo, que queremos fazer durante a nossa vida não de ser estanque e fechado. Deve ser aquilo que nós queremos que seja e que nos dê gozo fazer.

Leave a Reply