Richard Stallman.

O senhor esteve por cá há já uns tempos. Parece-me que foi à Universidade do Minho, que também me parece que é muito dotada nas coisas do software, informáticas e generalizações parecidas, e por lá andou e até deu entrevistas. Uma frase me saltou para a retina, qual ipad evoluído…, e me fez pensar. Diz o senhor:”Não quero ter uma conversa com alguém que tem valores diferentes dos meus. Porque as conclusões vão ser diferentes e não há nada para ser dito.”. Fiquei banzado com tanta sapiência, posta e exposta assim, tão claramente. E só consigo pensar na clareza deste espírito iluminado. Passamos mais de metade da nossa vida a falar com pessoas que não têm rigorosamente nada que ver com a nossa rica pessoa. Para quê? Porque temos aquela convicção de que devemos ouvir opiniões diferentes para podermos evoluir! Nada mais idiota! Porquê? Porque acabamos sempre por ouvir quem está do outro lado com a intenção de que o temos de convencer de que a nossa opinião é que está certa e que é a mais correcta. Basicamente, somos um modelo de correcção e, como tal, devemos ser adoptados… tal e qual os manuais escolares…

Só para terminar. O senhor esteve cá para falar de software livre, mas isso é assunto para outras calendas… e só consegui encontrar esta imagem…

Leave a Reply