Porto campeão… mais uma vez!

Nada como acabar o fim de semana com uma excelente notícia: fêcêpê é de novo campeão. Apesar de tudo, das inconstâncias e de algumas más exibições, foram campeões mais uma vez. É de louvar o esforço e a concentração nesta parte final do campeonato, ao contrário das ditas equipas maravilha que claudicaram completamente…

Já se sabe que o fêcêpê é forte por estas bandas… e também já se sabe que vai haver muita apitadela lá para o lado do estádio o que, para além de se estar a tornar um costume, já faz parte da rotina da cidade por esta altura do ano… Se calhar as pessoas que vivem na capital do país acham que é um divertimento muito pobrezinho, andar no carro a apitar, com bandeiras a acenar e pessoas a cantarem a plenos pulmões. Podem achar tudo isso e muito mais, mas o pessoal aqui do Norte ainda gosta mais quando a dor de cotovelo é grande. E depois, o azul é uma cor mesmo bonita…

Pronto, já descarreguei o meu veneno… inofensivo e agora vou ler as baboseiras que se estão a escrever na rede social da moda sobre futebol, gaivotas, orelhas, messias e uma data de personagens que existem para nos fazerem rir.

5 thoughts on “Porto campeão… mais uma vez!

  1. admin Autor do artigo

    Êh pá, pelo formato do mail, será que o “ouvinte” é do ano de nascimento de 51? É que se for, muito certamente se vai lembrar dos tempos em que o clube do regime, ou seja, do fascismo, ganhava os campeonatos. Também se deve lembrar dos calabotes e de como o sistema funcionava nessa altura… Podem sempre dizer que as coisas eram diferentes… Pois eram… Eram a vosso favor! Por isso, era normal. O passado é passado e eu não digo que não tenham sido cometidas ilegalidades mas não foi pelas ilegalidades do passado que o clube das gaivotas ficou grande… Como também não foi pelas ilegalidades que o fêcêpê ficou grande no presente. É como a história do doping, se não houver treino… O doping não faz milagres…
    E depois, pá, o clube das gaivotas ganhou os seus dois últimos campeonatos da forma que todos nós sabemos… Enfim pregar a virtude e depois fazerem o que podem, não interessa de que maneira, para conseguirem atingir os seus objectivos… Não é lá muito… Católico?
    E só mais uma coisa, pá, custa muito saber que o fêcêpê tem, de longe, o melhor palmarés nacional… Eu sei, custa muito, mas é a vida, pá.

  2. Vermelho51

    «… apesar de que dá sempre gozo ganhar aos do costume…». Especialmente quando as vossas vitórias têm como base a fruta, os rebuçadinhos, os chocolatinhos, as putas, os cafés-com-leite enviados aos árbitros nos hotéis… Tinha dúvidas que isso fosse mesmo verdade apesar das escandalosas arbitragens de foras de jogo que não eram, de golos sofridos mas anulados, de penalties inventados… mas ouvi aquelas célebres “reportagens” (há quem lhes chame escutas…) do vosso presidente e fiquei esclarecido! Completamente! Porque não são montagens, nem falsas (o sotaque é inconfundível). Apesar de existir merda esfarelada por toda a parte no mundo do futebol, eu tinha vergonha de pertencer a um clube de futebol que ganhando títalos à pala da corrupção, ainda se vangloria do facto! É que eu QUERO CONTINUAR COM O MEU CADASTRO LIMPO, pá!

  3. admin Autor do artigo

    Tens toda a razão Luís, o demérito dos outros foi a nossa vitória. Foi mais um “títalo” e este não deixou grandes emoções. Ganhou-se mas não vai ficar na memória… apesar de que dá sempre gozo ganhar aos do costume… Para o ano há mais e, espero eu, com a equipa mais equilibrada para podermos dar vinte pontitos de avanço… que é o nosso lema:)) Abraço Luís pois não deve ser fácil assistir à perda do campeonato da equipa que se gosta quando ainda por cima se joga contra a equipa da terra onde se mora:))

  4. José Luís Ferreira

    Estou de acordo com quase tudo, só não estiveste tão bem na frase ” apesar de tudo…. e algumas más exibições”, a unica de jeito que vi este ano foi frente ao GLORIOSO onde este foi uma vez mais GAMÁDO, tendo passado em claro um fora de jogo que só a equipe de arbritagem e os portistas não viram e que deu o golo a esses” animais” mitológicos. Mas, quando apareceste muito triste a dizer este ano já fomos, eu dei-te força, pois custa-me muito vêr os meus amigos desesperados e porque estava mesmo a vêr o desfeicho da coisa… Não queria de qualquer forma deixar de te dar a ti como portista os parabéns, não tanto pelo mérito do teu clube, mas pelo demérito dos outros.

Leave a Reply