A seguir, vou dormir que nem um abade.

Altano, Douro, Portugal.

O que é que eu posso pensar da vida? Coisas boas, com toda a certeza! Podia pensar em coisas más, mas não faz o meu género. Sou um rapaz com boa onda. Não gosto de ficar a pensar mal da minha vida. Gosto de ouvir um bom sheik, como aquele que está depois das letras. E este, este foi escolhido a dedo, porque se eu tivesse um espaço daqueles, com uns sofás vermelhos e uma relva artificial a fazer de soalho, eu era assim, de certeza absoluta.

Posto isto, passemos da introdução para o conteúdo.

O Altano é produzido pela família Symington. Um grande bem haja para esta família.

Depois ponho-me a pensar nos padres de Portugal. Ainda hoje, um deles pôs-se em bicos de pés para criticar mais uma baboseira que o nosso primeiro fez questão de que se faça ouvir. Não aguento padres, sejam eles básicos, intermédios ou do topo da hierarquia da igreja. Não os aguento, ponto. São a pior espécie à face da terra. A igreja é ostentação. Não tem nada que ver com a religião. A padralhada é oportunista. Faz questão de manter o status e o poder. Manda uns bitaites para a esquerda e para a direita, conforme lhe dá mais jeito, agitam as águas e deixam assentar… e volta tudo ao mesmo…

O Altano inspira-se nas correntes térmicas usadas pelas aves…

Eu consigo pensar que a vida não são só padres. Também tem gente boa. Gente que gosta de dançar. Dançar umas músicas que não lembram ao diabo, só mesmo a mim. Que vivem em sítios estranhos. Que devem articular palavras de uma forma estranha. Mas que são pessoas como tantas outras. Com vontades. Com desejos. Com frustrações. Com vícios. Com ideias pecaminosas na cabeça…

Mime-se a si próprio após um dia atarefado, com Altano, na companhia de…

2 thoughts on “A seguir, vou dormir que nem um abade.

  1. admin Autor do artigo

    Olá Luís, tenho muita pena que não possam ir ao jantar pois a boa companhia e a boa conversa são sempre bem vindas, ainda para mais não te sabia tão conhecedor destes assuntos da terra:)) vou seguir o teu conselho e quando vir uma garrafinha dessas, vou-lhe deitar a mão:))
    Abraço

  2. José Luís Ferreira

    Boa noite my friend, como não podia deixar de ser, estou mais uma vez de acordo contigo. Em primeiro lugar, quanto aos pseudo representantes de Deus na terra, depois quanto ao Altano. Relativamente a este, faz parte na minha modesta opinião dos nectares da nossa região Duriense que é não só a mais antiga região demarcada do mundo, como a que comporta os melhores vinhos deste nosso Planeta. Os que não concordam com esta minha afirmação, que esperem mais meia duzia de anos… Já agora se não conheces, experimenta este que te vou recomendar: “Quinta de Lubazim” grande reserva ou do mesmo produtor ” Lupucinos” reserva.
    Um abraço, bom jantar de Sábado, tenho muita pena mas não vou poder estar presente. Toma conta da cambada.

Leave a Reply