Este é pequenino, mas pensado…

Também sou rapaz para fazer uma pausa no devaneio. Por vezes gosto de “acraditar” (Jesus dixit) que consigo pensar sobre outras coisas que não eu. Gosto de pensar nas injustiças. Gosto de pensar que há muita coisa mal e que é necessário resolver. Nós estamos mal. O país está mal. Está uma crise desgraçada. Até ao dia de hoje, assistimos à culpabilização dos funcionários públicos como sendo os responsáveis da crise em que vivemos. Não sei porque carga de água é que os funcionários públicos foram os culpados de toda esta crise. Como se os ditos cujos é que fossem os responsáveis pelas contas do deve e haver do estado português. Parece-me que deu jeitinho que assim fosse. Hoje ficamos a saber que também os outros, os do sector privado, vão contribuir para amortizar os erros dos nossos governantes. Assim, à primeira vista, parece que caiu o Carmo e a Trindade… as vozes se levantam contra esta grande injustiça…

Leave a Reply