Navegar à vista…

Uns mais do que outros, todos nós temos vidas difíceis. Aliás, a vida não é nada fácil, é mesmo difícil. Saber viver tem que se lhe diga. Não é qualquer um que sabe viver. Quando me ponho a pensar no assunto, facilmente chego à conclusão de que sou muito morcão. Sim, morcão porque sou do Porto. Morcão porque me deixo levar por autênticas imbecilidades que fazem de mim ainda mais imbecil do que as próprias imbecilidades. Ao longo da vida vamos construindo uns filtros que dão muito jeitinho e que são aplicados quando achamos que é a altura certa. Eu gosto de filtros corderosinha. Gosto de ver a vida corderosinha. Mas nem sempre os consigo encontrar, tal é a grandeza da caixinha onde guardo os filtros, e por isso, às vezes, saem uns filtros menos adequados… fora do contexto, por assim dizer.  É nestas alturas que eu acho que a vida vale a pena ser vivida. Não há nada como ter o filtro errado quando as pessoas estão à espera de outro tipo de reação…Acreditem que é muito divertido. Depois, o que dizem e o que pensam… já não me diz respeito nem me interessa…

2 thoughts on “Navegar à vista…

  1. admin Autor do artigo

    Eheheheh é uma pena que apenas sejas natural do Porto… não sabes o que é a verdadeira luz:)) mas tirando isso, também tens a verdadeira capacidade de encontrar o filtro certo:))
    Abraço

  2. José Luís Ferreira

    Morcão sou eu, porque também sou do Porto (natural do) e ainda porque o meu filtro é um pouco mais antigo que o teu e, é cor de Paulinha. Tu não és assim tão morcão, até para o filtro soubeste fazer a busca e escolher o cor de Rosinha. Fino…

    Um abraço

Leave a Reply