Continuamos no sábado…

Realmente. É sábado à noite. Quem é que está à escuta? Quem tem a cabeça no sítio, não está de certeza, digo eu! Vou fumar um cigarro! Regressei. À janela faz muito frio, apesar do céu estrelado, faz muito frio de maneira que o cigarro foi literalmente queimado (como gostava deixar de fumar…). Isto tudo para dizer que já não me lembro do que estava a pensar escrever. São coisas que acontecem. Ah! Já me lembro! Estive a ver dois filmes pornô. Dois filmes palermas, como todos os filmes pornô. As sujeitinhas têm todas uma cara que não lembra ao diabo. É, ai, ui, humm, uma coisa que não se pode porque se sabe à partida que não é verdade (tal como a ciência que não se deve negar à partida…) e depois eles… eles, são a vergonha de todos os homens. Eu espero, muito sinceramente, espero mesmo, que nunca tenha feito uma cara daquelas. Os homens são, por natureza, broncos, mas eu tenho sempre a crença (tenho para mim) que não sou igual a todos os homens. Acho mesmo que não sou assim. Que não fico com cara de (eu ia dizer de atrasado mental…) rapaz a necessitar de atenção, muita atenção. Fico constrangido só de pensar que o meu ar quando estou a ter um orgasmo possa parecer um adepto dos super dragões a festejar um golo do fêcêpê… É um drama que me assiste há vários anos. Ainda não resolvido.

Leave a Reply