Umas azuis, outras prateadas e outras…

1510

A ouvir música enquanto olho para quatro pens (deveria ser penes, mas…), daqueles que se enfiam (outro trocadilho…) no computador e a pensar no porquê de ter essas tais de quatro pens… Somos consumistas, é o que é, se bem que no caso foi mais uma questão de evolução na capacidade de armazenamento. Comprei uma, há muitos anos, que era topo de gama. Depois veio outra, que também era topo de gama, e eu comprei porque ficava com mais espaço para guardar as minhas coisas. Passei a ter duas. Depois chegou outra mais avançada e fiquei com três… E três deveria ser o número que o tal senhor de nome Jesus ou o seu bem abençoado pai fez… mas nada, veio a quarta… até que me tentei por mais uma, linda, branquinha, com muito espaço na bagageira. Está comigo há três anos e acho que não a vou largar mais pois enche-me as medidas. E digo isto consciente de que existem muitas outras que saíram para o mercado com uma capacidade de absorção abismal… mas eu resisti e vou continuar a resistir. Basta de produtos de topo. O que tenho chega perfeitamente. Mas vou continuar a olhar para as outras quatro com muito carinho pois ainda lá têm muitas histórias, de outros tempos…

Leave a Reply