Posto isto, que ganhe o melhor!

20111015-184416-7

Voltamos sempre à mesma conversa. Hoje, em dia de jogo decisivo, mais do que nunca se multiplicam os insultos e as alarvidades. Parece que vale tudo… nunca li tantos insultos na internet como nesta semana. Felizmente que acalmou e parece que vai continuar assim até à hora do jogo. Quando digo mais calmo, quero dizer que voltou tudo ao normal… com as televisões a darem a cobertura tendenciosa do costume e a esquecerem-se que o fêcêpê também existe… dos jornais já nem vale a pena falar… Também hoje, quando estava a ouvir uma entrevista ao senhor milhões da EDP, o dito senhor saiu-se com uma despedida digna do país que temos… Perguntava a senhora qual era o seu prognóstico para o jogo de hoje?  O senhor milhões, em vez de se limitar a uma resposta directa, do género: gostava que ganhasse o clube da gaivota porque sou deles desde pequenino… não senhor, fez questão de afirmar tudo isso mais a certeza de que o país iria melhorar, que iria aumentar o produto interno bruto… se o clube da gaivota ganhasse… que seria muito bom para Portugal. Coitados dos seis milhões se só trabalhassem quando o clube deles ganha… e coitado deste pobre país pois eles ganham tão poucas vezes…

Quando se está metido num sistema, a grande dificuldade é conseguir ter a noção exacta da realidade. O clube do regime e os seus adeptos acham que são constantemente prejudicados pelas arbitragens. São constantemente beneficiados e acham sempre o contrário. Eu desconfio que é um caso patológico, merecedor de estudo científico… como também é estranho a obsessão doentia pelas vitórias do fêcêpê. São sempre desvalorizadas ou então são fruto de um controle que só eles conseguem ver que existe… nem para eles são bons… como seria possível que num país de seis milhões de adeptos do clube da gaivota (mais conhecidos como “os coisinhos”) houvesse um clubezito regional que fosse capaz de controlar tudo e todos e os fizesse vergar? Era preciso que fossem seis milhões de asnos… e não são! Eu conheço muito benfiquista que é bom pai de família apesar desse defeito, com quem consigo manter uma conversa civilizada…

Leave a Reply