E a noite está bonita, muito bonita!

PixMix527-img11

Quando achamos que a vida é negra, aparece sempre uma luz que nos ilumina e que nos vem trazer outra alegria. Quem por aqui já percebeu que, apesar desta aparência pouco perturbada, sou um espírito perturbador. Não é perturbado, é perturbador. Faz parte de mim tentar perturbar as pessoas. Não é que ache piada. É mais uma consequência. Não sei porquê mas, de facto, isso vai sucedendo na minha vida. Não percebo. Não sei se as pessoas, à medida que me vão conhecendo vão deixando de ficar perturbadas mas, de início, não percebem, literalmente, nada. Não me percebem e, desconfio, eu também não faço um esforço lá muito grande para que me percebam. Todos os dias venho para aqui com uma teoria, ou pseudoteoria, nova, daquelas em que tudo me é permitido dizer. Geralmente, as ditas cujas, não acrescentam nada à vida das pessoas. Aliás, são teorias construídas para não acrescentarem nada, zero, à vida das outras pessoas. Só existem para mim. Pois. É isso mesmo. Sou um ser humano. Individualista. Muito metido no seu mundo. Que, de repente, desabrocha, directamente para o mundo.

Eu sei que não pode ser assim. Eu sei. Mas também ninguém é obrigado a ler seja o que for que esteja fora do seu próprio contexto e eu sou, a maior parte das vezes aquele que está fora e não tem contexto.

Leave a Reply