Porto, Porto, Porto, três vezes é a conta que Deus fez!

tumblr_m6byie1tG41qz84edo4_500

Esta época desportiva (coisas da bola) tem sido um sossego para mim. Dá-me a impressão que é a primeira vez que aqui venho escrever qualquer coisa sobre o assunto. E não conta o que vou escrevendo sobre o homem da chicla porque esse é… outro assunto, com vida própria. Mas acho mesmo que é primeira vez. Por isso, tem sido um descanso. E porque é que este ano as coisas estão diferentes? Porque me cansei da bola. Cansei-me da bola e da vida portuguesa. Já nada me dá motivação. É tudo demasiado mau para ser verdade. A vida nacional é o que se sabe e as coisas da bola vão voltar ao que eram no tempo da outra senhora. Isto tudo vai decorrer tranquilamente. Os poderes instituídos assim o desejam e assim será. Como não estou para gastar energia com estes assuntos acho que o mais saudável é pensar noutros… assuntos. A cidade do Porto e toda esta região têm outras potencialidades. Muitas potencialidades. O fêcêpê contribuiu durante anos para que esta região fosse colocada nas bocas do mundo. Só não percebe isto quem não quer ou for mesmo muito idiota (tem que ser muito idiota porque de idiotas normais temos o governo português cheio) e para isso muito contribuiu a figura do presidente do fêcêpê, justiça lhe seja feita. Mas os tempos são outros e é necessário mudar as agulhas. E lá estou eu de volta à bola… Só para terminar o assunto… acho mesmo que está a faltar liderança que dê um abanão nesta situação de mau futebol e de pouca credibilidade técnica. Todos temos de assumir os nossos erros e o treinador do fêcêpê foi um enorme erro de casting. Custa-me dizer isto mas é mais pura das verdades. Veio cedo de mais para um clube com ambições a altos voos… desejo-lhe toda a sorte do mundo mas… longe, muito longe.

Quanto aos outros assuntos, aqueles que nos interessam como habitantes duma região cheia de potencialidades, seria bom que a mentalidade vencedora continuasse em alta. A cidade do Porto está com uma pujança que é importante continuar. Vai ganhando prémios e a curiosidade que vai suscitando lá por fora vai aumentando, com o crescente número de visitantes. Saber vender a imagem do Porto, como cidade é a nossa mais valia, a nossa riqueza enquanto região, bahaa, região metropolitana. Embora não goste nada dos tempos da outra senhora, sou tentado a pegar num velho “pregão” que assentava em três pilares, e que me vou excusar a referir, para adaptá-los a uma nova realidade: Cidade do Porto, Vinho do Porto e Futebol Clube do Porto. À volta disto podiam-se fazer autênticos milagres, digo eu…

Pode parecer um discurso tortuoso e bairrista, tudo o que quiserem, mas se for encarado com abertura de espírito, com a vontade de receber ideias novas e a capacidade de trabalho que as pessoas desta região sempre tiveram, então, podemos ir longe, muito longe.

E podemos todos gritar: VIVA O PORTO!

Leave a Reply