Com tanto assunto para tratar…

Untitled

Em semana de lançamento do segundo livro infantil da minha rica senhora, com ilustrações minhas, ando de um lado para o outro a correr. Podia-me dar para outras coisas… Poder podia, mas não dá. Vou correndo, se possível seis vezes por semana. E para quê? Ao fim de quase três décadas sem fazer nada? Qual o motivo de meter na cabeça que se pode fazer uma meia maratona com dois meses de treino? Para quem não sabe, eu trabalho numa escola. E nessa escola existem o Bobie e o Tareco. São dois professores corredores… desportistas… com a mania de esforçarem o corpo… Pois bem, já deu para perceber que foi a cumbersa com o Bobie e com o Tareco que me levou à loucura… deixei-me ir na cumbersa, foi o que foi. Convém esclarecer que o Bobie e o Tareco são muito mais novos do que eu e, claro está, o desafio não passou pela perspectiva de lhes poder vir a ganhar a corrida. Isso está fora de questão. O que me fez aceitar o desafio foi isso mesmo: o desafio de correr uma meia maratona com a minha idade e com dois meses de treino. Não sei se me vou dar mal com a experiência. No dia seis de Abril se verá. Até lá vou treinando. Também vou levando a vida com sempre levei. Minto. Houve uma alteração. Vinho tinto às refeições só ao fim de semana… durante os outros dias… muita limonada, que os limões do quintal são mais do que as mães.Tirando essa alteraçãozita, a vida continua, com as vontades e desejos do costume e que me levam a pensar que a vida é mesmo para ser vivida, enquanto há tempo.

Leave a Reply