Se calhar, mais logo, ainda cá venho escrever alguma coisa mais… do bem!

tumblr_m44e0vGhxw1r75cwho1_500

Os dias são todos diferentes. Hoje é véspera do meu aniversário. Amanhã, portanto, vou fazer cinquenta e três anos. Será um dia diferente dos outros porque já sei que vou andar numa roda viva. Vai ser um dia que marca uma vida que se foi e uma vida que se mantém, inabalável, no desejo de ser vivida em harmonia, pujança e paz. É difícil conjugar tudo numa só vida… ainda por cima de um rapaz que não é lá muito escorreito das ideias…

Os dias de aniversário não devem ser de reflexão. Eles existem para serem vividos. Os  meus têm sido vividos de formas diversas. Umas vezes são dias fantásticos e outras vezes são dias difíceis. Tenho dias, por assim dizer… Mas o dia, em si, não interessa para nada. É apenas uma data. O que me interessa como… ser humano… é fazer o balanço de uma vida… vivida… (isto hoje está cheio de lugares comuns, pleonasmos e coisas que o valham, para variar, mais uma vez!) sem desculpas. E os balanços são uma coisa tão difícil de se fazer… Quem é que consegue fazer um balanço da sua vida aos cinquenta e três anos? Quem? Pouca gente! Ninguém faz um balanço da sua vida aos cinquenta e três anos. É demasiado cedo. Com essa idade ainda não se consegue ter uma visão global do caminho trilhado nem do que nos rodeia ou do que nos falta percorrer. Ainda é demasiado focado na existência individual (ou não dá para perceber que estes textos são muito eu, eu, eu, beijinho no braço, o meu…?). Também não vale a pena crucificarem-me por ter o meu ritmo. Cada um tem o seu. Aliás, há muito boa gentinha que se vai desta para melhor sem conseguir perceber o que veio cá fazer. É um pouco crú dizer as coisas desta maneira mas todos nós temos um papel qualquer a desempenhar neste mundo. Essa é a minha percepção. Uns andam por aqui a distribuir maldade. Maldade atrás das orelhas, por baixo dos braços ou ainda por cima do ombro. Outros não vão perceber o que andam a fazer. Talvez um dia. Mas tem outros que andam em busca do bem.

tumblr_m49t70ULxK1qg7xwvo1_500

Fiz um parágrafo porque é necessário respirar fundo. Será que o tipo, em vésperas de fazer cinquenta e três anos virou esotérico? Virou do bem? Virou um ser humano que busca dar as mãos, fechar os olhos e ficar à espera que o bem desça e entre em nossas mentes? And so on…

Novo parágrafo porque não é nada disso.

Eu apenas queria dizer que todos temos um trabalhinho para realizar. O meu, apesar das desorientações conhecidas, espero que venha acrescentar um pequeno pormenor positivo à vida de alguém. É presunção minha. Peço que me desculpem mas eu não sou perfeito.

Leave a Reply