Agora, vou sair, com as minhas filhas. De calções. Elas não gostam muito que eu vá de calções…

alerumlivro

Ouço algumas músicas. Porque gosto. Também falo com pessoas. Umas porque gosto e outras porque sou obrigado. Não me parece bem ser obrigado a fazer o que quer que seja. Mas é a vidinha. A minha vidinha não é desagradável. Digamos que é uma vidinha normal. Cheia de cenas normais. E cheia de cenas menos normais. Hoje, é o dia de quê? De uma cena normal ou de uma cena menos normal? Quem conseguir responder sem pestanejar… vai deixar um comentário, na caixa dos comentários, claro está, sobre a verdadeira situação do país! O que se diz para aí, que é o dia mundial ou internacional da mãe… isso não interessa mesmo nada. As mães existem, estão presentes e, mal seria de nós, se precisássemos dum dia… instituído por… não se sabe muito bem quem… para nos apercebermos da dimensão que uma mãe tem nas nossas vidas… É estranho que assim seja…

Leave a Reply