Temos o país que merecemos. JJ tomo vinte e três ponto cinco.

PixMix640-img032

Por vezes temos de fazer opções nas nossas vidas. E tanto faz ser um assunto sem importância nenhuma como sendo um assunto da maior importância. A vida é feita de escolhas, de decisões e não há nada a fazer. As pessoas tomam mesmo decisões que têm repercussão nas suas vidas. Neste preciso momento, encontro-me num verdadeiro dilema. Não sei se escreva alguma coisa sobre a minha vida sexual, as minhas vontades sexuais, os meus desejos secretos… ou se, pelo contrário, escreva uma data de coisas sobre Jorge Jesus, o treinador do clube dos coisinhos… Não deveria ter qualquer tipo de dúvida. Tudo o que se possa escrever sobre o treinador dos coisinhos é bem mais interessante do que a minha vida sexual. Sim, porque… será que a  minha vida sexual interessa a alguém? Será que a minha vida sexual faz rir alguém? Ou ainda: será que alguém poderá ficar curioso em saber como eu me dispo e me preparo para aquilo? Não me parece… Tudo isto me parece uma conversa de adolescente tardio… Mas também me pode parecer que tudo o que diga respeito ao Jorge Jesus, treinador da chicla e dos coisinhos, será sempre motivo para boa disposição…

A escolha está feita, portanto, e sem muitas hesitações.

Se a escolha está feita, sem mais hesitações, poder-se-à questionar a oportunidade do assunto. Porque é que eu me lembraria de escrever sobre o homem da chicla e treinador dos coisinhos? Logo agora? Em que o fêcêpê não conseguiu ganhar quase nada? Até parece que estou a contribuir para o “eudeusamento” de Jesus…

É precisamente por isso. Se a dita comunicação social entrou numa espiral de um verdadeiro culto da personalidade… Deus no céu e Jesus na terra… eu também acho que posso dar o meu contributo para que o homem da chicla possa ser ainda mais conhecido de todo o comum mortal…

Sim, porque eu também acho que Jesus é o melhor treinador do mundo. Tal e qual o próprio, eu não estou a ver mais ninguém acima dele e até acho que ele está a desperdiçar aquele enorme talento a treinar o clube dos coisinhos… deveria ir para o clube dos coisinhos espanhóis, que essa cena dos clubes italianos… uhmm, não me parece que esteja a dar… e aqui ao lado sempre se ia sentir mais aconchegado… sempre podia contar com a delegação de uma televisão portuguesa qualquer a fazer uma reportagem semanal, dando conta do seu trabalho de excelência… ou então, de vez em quando, podia ser que aparecesse aquele repórter que se cospe todo quando faz uma reportagem sobre o clube da gaivota.

Já estou a imaginar:

O que se cospe todo – Jorge, qué tal? Como habiemos feitó el trieino?

O que trinca a chicla de boca aberta – Entonces, si tu chiegas aqui, a esta plataforma de intreinamiento, tiens de sabier contar com os pontos fracos dels atlietas.

O que se cospe todo – Jorge, sin palabras!

O que trinca chicla de boca aberta – Sin palabrias porque não as tenho à boca de semear. Tu, se quieres ser o melhor entreinador del mundo no tienes que saber todas las palabrias del mundo. Basta que las sabias meter na altura cierta. É como los pinceles da otra, a que pinta e que é de lo bienfica, ninguien pircebe nade mas ela sabe… coiso…

O que se cospe tode – Jorge, sin palabras!!!

Não tem piada, pois não? Bem me parecia mas é o que temos. O homem da chicla também não tem piadinha nenhuma mas faz um sucesso do tamanho da segunda circular… vá-se lá saber porquê…

Leave a Reply