Três dias de castigo? Ohbalhamedeus onde eu me fui meter…

PixMix526-img001

Por aqui, o WordPress é que manda. Mas manda de uma forma diferente. Não tem nada de semelhante com a rede social da moda. Não me pergunta em que é que estou a pensar ou qualquer outra patetice. Nada disso. Tem uns menus que nos deixam completamente rendidos à… nossa vontade…

O meu blogue vale o que vale. Ou seja, vale muito pouco. Vale umas quantas baboseiras e pouco mais. Assim é que deve ser e assim continuará a ser. Aqui posso publicar o que bem me apetecer. Não vem cá ninguém bater à porta a dizer isto e aquilo. Ah, e tal, coiso, assim não pode ser… podia antes meter um texto menos pateta e com umas fotografias mais compostinhas… Nada disso acontece. Sou mesmo eu que mando no estaminé e pouca treta. As únicas cenas desagradáveis ou menos convenientes são alguns comentários de quem não tem mais nada para fazer… mas até esses eu consigo ignorar…

Já na tal rede social da moda… as coisas são um pouco diferentes. Não sei ?porquê? mas passo a vida a ser denunciado por maus ?comportamentos? Ultimamente a minha vidinha passou a ser inundada por denúncias e só pode ser por quem me quer mal. Não consigo perceber porque é que as pessoas que, supostamente, são minhas amigas na tal rede social da moda não me mandam dar uma grande volta ao bilhar grande e deixam de ser minhas amigas. Seria mais simples, ou não? Em vez de terem o trabalho de me denunciarem, cortavam de vez com a “amizade”. Eu até agradecia. Sim, porque não é nada bom para o ego saber que há, por aí, UMA pessoas (ou talvez DUAS) que não gosta daquilo que eu partilho na dita cuja rede social da moda. Eu só digo isto porque me parece uma cena pessoal… e eu não gosto de cenas… eu é mais bolos.

Isto tudo para chegar onde?

A lado nenhum em especial!

Apenas cheguei a mais uma conclusão que, basicamente, só interessa mesmo… a mim! Não quero saber de pessoas que não me dizem nada. Ponto. Fiz uma limpeza, completa, de ?amigos? da rede social da moda. Limitei outro molhe deles e vai ser sempre assim. Não quero saber de quem não me diz nada. Posso parecer meio palerma e frio neste tipo de observações mas não quero mesmo saber. Não preciso de aceitar tudo o que vem à rede. Nem é uma questão de precisar ou não precisar. Apenas quero dizer que tenho o meu ego no seu devido lugar e que toda esta treta das redes sociais (sejam elas da moda ou não) não são o mais importante para mim. Consigo reconhecer o poder que estes meandros conseguem alcançar e podem ser ferramentas poderosíssimas, mas eu não ando a vender banha da cobra.

Posto isto, só preciso de agradecer a todos aqueles que me querem bem e que são verdadeiramente meus amigos. Esses sim, são os mais importantes e é para eles que vou continuar a escrever patetices. Só têm que se dar ao trabalho de clicar onde devem e… têm o mundo a seus pés…

6 thoughts on “Três dias de castigo? Ohbalhamedeus onde eu me fui meter…

  1. Manuel Bandeira

    Continua assim Manticora que eu gosto de ler (e ver) as tuas baboseiras 😉
    abraço

  2. admin Autor do artigo

    Hello Joanita 🙂
    Bem, essas cenas nem quero pensar… acho que é conveniente ir mudando as passwords sistematicamente 🙂 não vá o diabo tecê-las 🙂
    Beijinhos 🙂

  3. joana

    só és denunciado?!! imagina se te entravam nas contas e te me mudavam as passwords? ainda é crime, não é?!!

Leave a Reply