Nem me apetece continuar a falar sobre o assunto!

PixMix656-img09

Pois é! Vontade, procura-se! Já pensei várias vezes encerrar este blogue mas… e não consigo perceber lá muito bem porquê… acabo por o deixar estar, quietinho é certo, mas no seu devido lugar. Tenho andado a ler mais do que devia e depois não sobra muito tempo para inventar assunto…

Também tenho de ser honesto e admitir que a minha vida tem andado meio parada. Uma das poucas situações que merecem destaque nestes últimos tempos foi o tombo de ontem. Sim! É preocupante ter de andar aos tombos para tornar a minha vida mais excitante… Já o descrevi na rede social da moda e pouco mais ficou por dizer… Foi realmente emocionante cair daquela maneira, ser ajudado a levantar-me por uma senhora muito preocupada e simpática, ficar a arfar como um cavalo e sem perceber o que me tinha acontecido, completamente encharcado porque os passeios são tão bem feitos que se transformam em autênticos lagos para pessoas como eu lá se enfiarem de cabeça… Foi uma cena do outro mundo. Lembro-me de alguns tombos ridículos na minha vida. Quem não os deu e não tenha andado num seminário, que atire a primeira pedra… Mas um tombo daqueles, não me lembro! Andei no atletismo, a correr e a saltar barreiras que nem um verdadeiro maluco, durante catorze anos e nunca dei um tombo. Fiz teatro numa companhia itinerante em que era necessário montar e desmontar um cenário com luzes e não sei que mais… em que andava pendurado em escadas e afins e, pasme-se, nunca dei um tombo. Tirei o meu curso de pintura num edifício de dois andares em que, algumas das vezes, tinha de subir as escadas em condições… digamos, adversas… e nunca vim parar cá baixo, ou seja, nunca me espetei pelas escadas abaixo. Passei a professor, a tempo inteiro, e sempre com muito cuidado para não me estatelar num corredor cheio de alunos à espera de verem as desgraças dos outros… Sempre fui conseguindo. Quer dizer, no final do ano lectivo passado, ia a descer umas escadas na minha escola (que conheço de cor há mais de vinte anos…) e fugiu-me um pé. Como ainda não estava lerdo de todo e não sabendo (ainda) como fiz aquilo dei um salto para a frente e aterrei no final da escadaria… como se nada fosse e com o maior sorriso nos lábios (armado em artista…) pois a coisa correu bem.

E pronto. Foram estas as minhas experiências em tombos de largo espectro… o resto, que não me lembro, foi insignificante. Mas o tombo de ontem…

4 thoughts on “Nem me apetece continuar a falar sobre o assunto!

  1. admin Autor do artigo

    Eheheheheheheh muito sinceramente não me lembro. Tenho milhares de fotografias, de vários sites e nunca as vou buscar ao google 🙂 sinto muito mas não vou poder ajudar 🙂 Não são fotografias minhas e se alguém não gostar que eu as use tenho de as retirar, conforme está escrito no blogue 🙂

Leave a Reply