Felizmente.

UpskirtMix13-img021

Há coisas que eu não percebo.

O clima político está em ebulição.

Os espíritos andam agitados.

Leio e ouço tantos insultos.

E continuo sem perceber porquê!?

Só porque os destinos de um povo vão ser “orientados” por outros?

Não percebo!

A democracia é isto mesmo: saber respeitar as diferenças de opinião.

Durante quatro anos, o governo foi implacável com a população.

Conseguiu arrasar com a classe média.

Teve sempre uma postura de sobranceria para com aqueles que contestavam as suas políticas.

Não souberam nunca estender a mão.

Foram a eleições.

E ficaram sem a maioria (faz-me lembrar aquela história do manto protector…). Aquela maioria necessária para poderem continuar o que andaram a fazer…

E depois, depois foi um conto de fadas.

Uniram-se todos aqueles que estiveram contra o estado das coisas.

E zangaram-se as comadres.

Começaram os insultos. Como eu nunca vi.

Por terem perdido o poder?

O que se passa?

Qual é o medo por terem perdido o poder?

Não percebo!

Como também não percebo os insultos racistas que hoje invadiram as redes sociais.

Julguei que não tinha “amigos” destes!

Puro engano!

Hoje li textos e comentários verdadeiramente lastimáveis e que em nada prestigiam estes meus “amigos”. Tenho vergonha por os ter como amigos mas obrigo-me a ler o que dizem, o que pensam e como reagem para poder perceber a distância a que estou deles.

Sem juízos de valor. Mas não sou igual!

E depois desta pequena observação, só me resta desejar sucesso para o meu país.

PS: Não querendo ser mau e não querendo borrar a pintura, aconselho todos aqueles que estão com um qualquer tipo de ressabianço a enfiarem as mãozinhas no rabinho e a rasgarem… vão ver que passa!

PS2: Agora vou abrir uma garrafa de espumante, que o champanhe francês já foi.

Deixar uma resposta